Tipos de ervas e cuias

ALGUNS TIPOS DE ERVAS E CUIAS

Existem várias formas de aproveitar o chimarrão. O resultado final é que dá o toque pessoal de cada cuia, mais amargo ou menos amargo, isso depende do tipo de erva-mate usado e, claro, do gosto particular de cada consumidor. Vamos explicar para você agora, os principais tipos de ervas-mate usados e assim te ajudar a escolher o que melhor se ajusta ao seu paladar.

Tipos de ervas-mate

planta erva mate

• Nativa – Esta erva é muito usada para fazer o chimarrão, bastante consumida no Paraná. É colhida diretamente em seu habitat natural. Considerada com sabor suave;

• Tradicional–É utilizada para fazer tanto o chimarrão quanto o tererê. É obtida a partir da moagem de 70% das folhas e 30% do caule. Tem um amargor intermediário;

• Moída grossa– Essa denominação se refere ao tipo de moagem após a secagem. Ele é menos processado e seu sabor fica um pouco mais intenso se comparado ao tradicional;

• Pura folha – Esse é o tipo mais amargo do mate. Feito exclusivamente com as folhas. Muito usado na Argentina e em cuias pequenas, porque a quantidade utilizada é bem menor por ser mais concentrado.

Diferença da erva brasileira e outras ervas

A planta originária é a mesma, a erva-mate, porém o processamento é que faz toda a diferença. No Brasil, logo após a colheita da planta, a erva-mate é desidratada, seca ao fogo e estirada para secar, depois é triturada ou socada. Esse processo demora de 48 a 72 horas. No Uruguai e na Argentina o período de descanso antes da moagem é muito maior, podendo chegar até 2 anos para o consumo. Esse período longo é que determina uma cor menos esverdeada e um sabor de amargo intenso.

Tipos de cuia

A cuia é a representação do chimarrão e do povo gaúcho. Ela deve ser feita, sempre, de Porongo grosso e doce, pois assim não modifica o sabor do chimarrão e ainda mantém a temperatura da água. Porongo é um tipo de cabaça.
Madeira, barro cozido, porcelana, vidro e até de plástico tiveram suas chances como materiais utilizados para a confecção da cuia, porém o Porongo triunfou no final. Assim como o hábito de beber o mate, o Porongo foi descoberto pelos Índios Guaranis e é considerado como a vasilha ideal para o mate.

ESCOLHENDO UMA BOA CUIA

enter image description here

Se a cuia for para matear sozinho, deveser pequena.Para matear duas ou três pessoas, uma cuia média. Para matear em rodas de chimarrão, usa-se uma cuia grande.

COMO CURAR SUA CUIA

Para curar a cuia, é necessário deixar a mesma imersa por 24 horas em água quente (não fervida) e cinza (de lenha de fogão ou lareira), isso serve para eliminar as bactérias e fungos, evitar mofo e endurecer o casco. Depois é lavar em água corrente e deixa-la secar por 72 horas em local ventilado e na sombra.

CONSERVANDO SUA CUIA

Alguns cuidados necessários para conservar a sua cuia:

• Nunca deve ser pintada ou envernizada externamente, apenas polida com cera para dar brilho;

• Não usa-la diariamente, o ideal é usar um dia sem e outro não. Esse intervalo é importante para que sua cuia fique seca;

• Quando lavar sua cuia, deixar secar sempre em local arejado e na sombra e nunca coloca-la de boca para baixo, pois pode mofar.


Author: PauloS

Just another HTMLy user.