Como Clarear os Dentes

É realmente impossível exagerar a natureza essencial tratamento dentário adequado precisa jogar na vida de todos. Cuidar dos dentes e gengivas pode ser relativamente fácil quando armado com as ferramentas necessárias e know-how. Continue lendo a informação que se segue abaixo, e você nunca vai estar em uma perda quando se trata de seguir protocolos adequados de atendimento odontológico.

Não espere ver um dentista. Se você já começou a sentir até um pouco de dor nos dentes, faça uma consulta com um dentista. Se você esperar muito tempo o problema pode ficar ainda pior. Se você entrar imediatamente, você pode precisar apenas de um tratamento rápido e fácil.

Escove todos seus dentes, a cada momento. O ato de escovar os dentes parece bastante simples, então por que tantas pessoas fazem isso de forma incorreta. Uma recente pesquisa de dentistas revela que um dos erros mais comuns que as pessoas fazem é escovar apenas os dentes da frente. Não se concentre em apenas escovar os dentes que as outras pessoas vêem. Seus molares e outros dentes posteriores são igualmente importantes, por isso não negligenciá-los!

Batom pode ajudar os dentes mais brancos. Luz vermelha ou tons de coral médio vão ter seus dentes mais brancos à procura do que realmente são. Tons mais claros podem ter um efeito oposto. Eles podem fazer seus dentes parecem amarelo, mesmo se eles são brancos!

Fortalecer o esmalte existente com os alimentos que você come. Certas vitaminas e cálcio mineral, em particular, toda a ajuda com isso. Alimentos que são bons para fazer isso com incluem nozes, carnes e escolhas lácteos. Evite alimentos açucarados, refrigerantes e chás adoçados, como estes irão fazer dano imediato para o seu esmalte.

Sua boca está cheia de boas e más bactérias. Para ajudar a destruir as bactérias ruins em sua boca, escovar os dentes com um creme dental com flúor várias vezes ao dia. Pergunte ao seu dentista para a sua recomendação do creme dental que irá funcionar melhor para proteger os dentes das bactérias.

Não use uma escova de dentes dura quando escovar os dentes. Escovas macias e médias são suaves sobre os dentes, garantindo seu esmalte permanece firmemente no lugar. Cerdas duras pode causar problemas que levam às cáries, decadência e quebra. É melhor perguntar ao seu dentista qual pincel marca ele recomenda quando você visita.

Peça a sua família anúncio amigos para recomendações, se você estiver procurando por um novo dentista. É difícil dizer o quão bom um dentista é a partir de comentários on-line ou de olhar para seus diplomas, para pedir que as pessoas que você confia de recomendação é muitas vezes a melhor maneira de ir, se você precisa encontrar um dentista.

Se você é incapaz de pagar algum trabalho dental necessário, veja se você pode iniciar um plano de pagamento com o seu dentista. Informe-se sobre os planos de instalação ou de financiamento por terceiros. Seus pagamentos serão divididos em quantias mais manejáveis. Planos de pagamento permitem que você tenha feito o trabalho necessário, em vez de colocá-lo devido à sua incapacidade de pagar adiantado. Mais de dentes branqueamento métodos.

Branqueamento

Tente um clareador de dente. Você pode não ser capaz de obter seus dentes clareados no consultório de um dentista a cada vez que olhar um pouco amarelo. Se você não pode tentar um over-the-counter produtos de clareamento dos dentes. Há faixas, pastas e outros produtos que têm bons resultados para manter a brancura entre as visitas odontológicas.

A falha em observar padrões adequados de atendimento odontológico pode levar a inconvenientes e agonias que incluem cáries, abscessos, dentes perdidos e doenças sistêmicas mesmo. Portanto, ele realmente pagar para entender tudo o que puder sobre a manutenção da boa saúde bucal. Esperamos que as dicas e conselhos que você acabou de ler vai ajudar você a fazer exatamente isso.

Treino para quem quer começar a correr e emagrecer

Este treino de corrida para iniciantes é composto de duas partes: na primeira, a planilha de quatro semanas a fará completar seus primeiros 5 km. Na segunda, o treino a deixará apta a finalizar os 10 km.Para nos ajudar, convidamos Mário Sérgio Andrade Silva, diretor técnico da Run & Fun (SP). Foi ele quem elaborou as planilhas que você seguirá nos próximos dois meses.

“O importante é correr sempre dentro da frequência cardíaca para que os resultados sejam mais eficazes”, recomenda Mário Sérgio. O treinamento também foi pensado para ser praticado tanto na rua (parques) quanto na esteira.

Por isso, não há desculpas. No entanto, para quem optar pela esteira, Mário Sérgio aconselha um rodízio entre os pisos. “Pelo menos uma vez na semana, a pessoa deve fazer um treino na rua para ir se adaptando às variações do terreno. Isso aumenta o que chamamos de propriocepção (consciência corporal) e fortalece os membros inferiores, evitando lesões.” Mas antes de sair calçando o tênis, lembre-se que é preciso passar por uma avaliação médica!

Calcule a frequência cardíaca máxima (FCM) Subtraia a idade de 220 batimentos por minuto (BPM) e multiplique o resultado pelas porcentagens indicadas em cada tipo de treino.

Exemplo de cálculo para uma pessoa de 25 anos: 220 – 25 = 195 x 0,50 (de 50%, que é o mínimo para a caminhada lenta) = 97 BPM

220 – 25 = 195 x 0,65 (de 65%, que é o máximo para a caminhada lenta) = 126 BPM

Avaliação clínica Antes de iniciar qualquer atividade física, é importante realizar alguns exames essenciais. Apenas o médico pode solicitar o check-up. O profissional de educação física não está habilitado para isso. Então, marque uma consulta com seu médico. Nabil Ghorayeb, cardiologista e responsável pelo Sport Check-Up do Hospital do Coração de São Paulo (HCor), fala sobre alguns exames que são solicitados nesse caso.

Eletrocardiogram: é o exame mais importante e o primeiro a ser pedido. Por ele é possível identificar alguma arritmia cardíaca ou problemas cardiovasculares mais graves

Hemograma completo: analisa os principais tipos de células sanguíneas, ou seja, glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas. O objetivo é diagnosticar algumas doenças, como anemia.

Teste de glicemia: este exame identifica o nível de açúcar no sangue e aponta uma possível doença, como a diabete.

Teste ergométrico: também conhecido como teste de esforço. É realizado sobre uma esteira em movimento e procura avaliar o comportamento cardíaco durante um esforço progressivo, verificando o grau de condicionamento físico da praticante.

Teste ergoespirométrico: este exame avalia, além do comportamento cardíaco, a parte respiratória. Ou seja, o ar espirado durante o teste progressivo de esforço fornece algumas informações sobre o comportamento funcional durante o exercício. Ele não é um exame essencial. Normalmente, só é pedido em casos em que a praticante precisa conhecer detalhes para melhorar o desempenho.

Rumo aos primeiros 5 km

Para começar a investir na corrida, prefira um treino de 5 km. Veja como o exercício funciona:

Rumo aos primeiros 10 km

Quando acabar de completar 4 semanas de 5 km, vá para os 10. A transição não é fácil, mas será estimulante. Afinal, você irá sentir os benefícios que a corrida traz ao corpo,como disposição, resistência, aumento da força e emagrecimento.

Dicas infalíveis para iniciar os treinos

Veja agora algumas das dicas que vão melhorar o desempenho nos treinos:

  • Inicie o treino sempre em intensidade leve e vá aumente a frequência gradativamente.

  • Utilize um monitor de frequência cardíaca para controlar o ritmo.

  • Use tênis e roupas apropriados para a prática esportiva.

  • Em caso de dor, aplique gelo no local. Se persistir, procure um médico.

  • Evite treinar nos horários muito quentes, como entre 12h e 14h.