COMO ESCOLHER O MELHOR PARCEIRO DE BPO PARA O SEU NEGÓCIO

Assim como os demais serviços terceirizados, o parceiro de BPO oferece aos seus clientes maior flexibilidade no desempenho de suas atividades.

Isso é possível pois, tanto as funções administrativas como as não essenciais podem ser realizadas pela empresa terceirizada.

Permitindo que sua dedicação esteja voltada para as atividades prioritárias para o seu negócio, como o relacionamento com os clientes, excelência profissional e liderança dos produtos.

Contudo, para a melhor escolha do parceiro de BPO, dentre outras coisas, é essencial que haja confiança nessa relação.

Fique conosco e saiba o que mais deverá ser avaliado para que sua escolha seja assertiva.

BPO: O que é? O que pode fazer pela sua empresa?

Basicamente, o BPO (Business Process Outsourcing), que pode ser traduzido como a Terceirização de Processos de Negócio.

É uma ferramenta utilizada pelas empresas que preferem delegar as atividades que não fazem parte do objetivo principal de seu negócio, para que sejam executadas pelo seu parceiro de BPO.

Um bom exemplo de BPO, é o serviço de telemarketing, que normalmente é desenvolvido por um call center terceirizado, que as empresas contratam para conquistar clientes em potencial, ou fidelizar os já existentes.

São incontáveis os trabalhos que podem ser terceirizados, como: marketing, contabilidade, finanças, processamento de dados, entre outros.

As empresas de contabilidade, por exemplo, podem se beneficiar muito com o BPO financeiro, passando para seu parceiro as seguintes demandas:

  • Fluxo e fechamento de caixa;
  • Conciliação bancária;
  • Emissão de notas fiscais;
  • Elaboração de relatórios financeiros;
  • Análise de desempenho;
  • Auditorias financeiras e administrativas.

Vantagens do BPO para seu empreendimento

Certamente, a eficiência e agilidade na realização dos processos, vai permitir maior empenho nas atividades essenciais, que colocarão sua empresa em melhores condições de competitividade no mercado em que atua.

Logo, a escolha de um parceiro de BPO de confiança, garantirá a conquista dos seguintes benefícios para o seu empreendimento:

● Maior economia do tempo; ● Assessoria de especialistas; ● Constante atualização; ● Acesso a meios tecnológicos avançados; ● Maior segurança, principalmente com documentos confidenciais; ● Foco nas atividades.

Escolhendo seu parceiro de BPO

Embora pareça uma tarefa simples, a escolha do seu parceiro de BPO, deve ser muito bem analisada.

Considerando que, existem informações e documentos sigilosos, não é uma decisão inteligente delegar determinados serviços a uma empresa que não transmite confiança.

Para evitar futuros transtornos, faça uma pesquisa criteriosa acerca da credibilidade da empresa de BPO, que atende negócios do seu segmento.

Avalie a quantidade de projetos com os quais já trabalharam e quais seus principais clientes.

Uma boa dica é acessar o site, já que lá devem constar informações relevantes quanto aos serviços oferecidos.

Mesmo que não seja possível aprofundar nos detalhes reais, devido ao contrato de privacidade, você pode contactar clientes ou ex-clientes da empresa avaliada.

Assim, saberá se possuem competência e experiência para lidar lidar com os desafios, oferecendo soluções adequadas para a resolução de problemas.

Vale ressaltar ainda, que é fundamental desenvolver uma boa comunicação, para que assim, o parceiro de BPO conheça melhor seu negócio.

De tal forma que consiga traçar uma estratégia eficiente para a realização das atividades, com o intuito de apresentar melhores resultados para sua empresa.

Conclusão

Portanto, o parceiro de BPO, se bem escolhido, possibilita que todas as atividades da sua empresa sejam desenvolvidas em tempo hábil.

Mas também, atendendo a todas as exigências legais, permitindo que volte seus esforços para as questões práticas do seu negócio. Afinal, ao delegar funções não essenciais, mas importantes para o crescimento da sua empresa, terá maiores chances de expandir seus negócios.

Dessa forma, não ficará sobrecarregado com questões que poderiam ser resolvidas por terceiros e voltar seus esforços para ações que dependem de sua orientação e cuidado.